Manuel Ferreira FeitalAntónia de AlvarengaJorge de NoronhaInácia Maria Cardoso da Cruz

António Ferreira FeitalLuísa Inácia de Noronha

Jorge Joaquim de Noronha Feital

f a m í l i a
Filhos(as) com:
Úrsula Maria Angélica
Genoveva Joaquina da Silveira

Irmãos(ãs):
Ana Isabel de Noronha Feital
Francisca Teresa de Noronha Feital
José Theodoro de Noronha Feital
Manuel de Noronha Feital

Filhos(as):
José Maria de Noronha Feital
Ana Maria de Noronha Feital
Jorge Joaquim de Noronha Feital
  • Nascimento: cerca de 1748, Lisboa
  • Casamento: com Úrsula Maria Angélica
  • Casamento: 05 Jul 1780, Rio de Janeiro, na capela de Santa Luzia, com Genoveva Joaquina da Silveira
  • Profissão: Foi Capitão do Exército

    JORGE JOAQUIM DE NORONHA FEITAL - Capitão-Mor da Companhia de Ordenanças de Inhaúma, Rio de Janeiro. Comandante da Guarda do Registro de Paraíbuna, S. Paulo. Nascido em Lisboa. Casado a 1ª vez c/ ÚRSULA MARIA ANGÉLICA. Casado a 2ª vez c/ GENOVEVA JOAQUINA DA SILVEIRA

    5. ANTT, Chancelaria de D. José, Livro 78, fl. 93


    Dom Joze et cet. Faço saber que attendendo a me representar Jor-
    ge Joaquim de Noronha Feital, que por ser filho mais velho de António Ferreira
    Feital já falecido, e Proprietario Encartado de hum dos Officios de Escrivão do
    Civel da Corte, tinha o direito de me pedir a merce do mesmo officio que Eu
    custumava conceder aos filhos dos Propriatarios que bem servirão, cuja gra-
    ça elle não desmerecia por ser habil para o exercitar, o que constou por
    informação do Dezembargador Jose Antonio Coubeiro de Azevedo, Corregedor do mesmo
    Juizo, Resposta do Procurador de minha Real Coroa sendo ouvido: Hey
    por bem fazer-lhe merce da propriedade do referido officio sendo apto. Pello que Mando
    aos Meus Dezembargadores do Paço o examinem, e sendo apto como hé, lhe fação passar
    carta en forma delle, pagando primeiro os direitos ordenados, e mostrando
    a que delle teve o dito Seu Pay, com declaração que havendo Eu por bem
    de lho tirar ou extinguir em algum tempo, minha fazenda lhe não fi-
    cará por isso obrigada a satisfação alguma; E esta Provizão se lhe cumpri-
    rá como nella se contem, e valerá posto que seu Efeito haja de du-
    rar mais de hum anno, Sem embargo da Ordenação livro 2º títullo 40 en con-
    trário. E pagou de Novos direitos 30 réis que forão carregados ao thizoureiro delles
    no livro 6º de sua Receita a folhas 144 e registado o seu Conhecimento en forma no livro 29 do
    Registo geral a folhas 2018. El Rey Nosso Senhor o mandou pellos Menistros
    abaixo assignados do seu Conselho e seus Dezembargadores do Paço. Antonio Nunez
    da Costa a fez em Lisboa a 18 de Dezembro de 1770. De assignar 800 réis = Fran-
    cisco Jose da Serra Craesbek de Carvalho = Antonio Jose de Affonceca
    Lemos = Por Despacho do Dezembargo do Paço de 20 de Outubro de 1770, e permição da
    Ley de 24 de Julho de 1713 = João Pacheco Pereira = Pagou 30 réis e aos officiaes
    1100 réis. Lisboa 22 de Desembro de 1770, Dom Sebastião Maldonado.
    (ass:) Jeronimo José Correa de Moura///


    6. ANTT, Chancelaria de D. Maria I, Livro 34, fl. 131v


    Dom Jose et cet. Faço saber que Jorge Joaquim de Noronha Feytal filho
    legitimo de Antonio Ferreira Feytal, Proprietario de hum dos offisios de escri-
    vão da Correysão do Civel da Corte, me reprezentou que Eu fora servido
    fazer-lhe mercê da Propriedade do mesmo offisio, em atensão a ter
    o dito seu Pay servido muitos annos com boa satisfasão, Tendo
    empregado todos os bens do seu casal na compra que delle fi-
    zera; que se não tinha emcartado por lhe sobrevir a gravisi-
    ma molestia de huma soporsão nos ouvidos que o imposibili-
    tava de todo o trabalho desta natureza; que por este motivo e pelo
    de não ter filhos, Me pedia que pela Minha Innata Pyedade
    fose servido dar-lhe Lisensa para renunsiar gratuytamente
    o direito que tinha neste offisio, em seu Irmão Jose Theodoro de
    Noronha Feytal, pagos os direitos dos emcartes, dispensando-o
    na Idade, visto ter vinte e dois annos; como mostrava por cer-
    tidão, ser muito habil e capaz de emtrar na serventia do dito offisio
    na comformidade da Ley, à qual elle queria obedeser, vista a sua
    Imposibilidade e serem ambos filhos do mesmo Pay que fora
    Proprietario e que me servia com tanto disvello, e dispendio
    da sua Fazenda, sacraficando a propria vida no Meu Re-
    al Servisso, como hera bem notorio, e se mostrava dos co-
    cumentos que juntava; Ao que Tendo consyderasão e ao que cons-
    tou da Imformasão do Dezembargador Manoel Nicolao Es-
    teves Negrão corregedor do Civel da Corte à Resposta do Pro-
    curador de Minha Real Coroa a quem se deu vista; e ao mais que
    me foy prezente em consulta da Meza do Dezembargo do Paço, Hey
    por bem conseder ao suplicante faculdade para renunsiar a propriedade
    do referido offisio, em seu Irmão Jose Theodoro de Noro-
    nha Feytal dispensando-o na Idade que lhe falta, e pagando
    dois emcartes. Pelo que mando aos Meos Dezembargadores do Paço o exa-
    minem e, sendo apto, lhe fasão passar carta em forma do refe-
    rido offisio, pagando primeiro os direitos ordenados como asima se
    declara; com declarasão que havendo Eu por bem de lho ti-
    rar, ou extinguir em algum tempo, minha Fazenda lhe não será
    por isso obrigada a satisfasão alguma; e esta Provisão se lhe
    cumprirá inteiramente como se nella se conthem que valerá pos-
    to que seu efeyto haja de durar mais de hum anno, sem emb-
    bargo da ordenasão Livro 2º, titulo 40 em contrario. e pagou de novos di-
    reitos trinta réis que forão carregados ao thezoureiro deles no livro 4º de sua
    Receita a folhas 83 e registado no livro 30 do Registo Geral a folhas 314 // El Rey Nosso
    Senhor o mandou por seu espesial mandado pelos Ministros abaixo a-
    sinados do seu Conselho e seos Dezembargadores do Paço. Joaquim Jose da
    Motta Serveira a fes em Lisboa a 15 de Dezembro de mil sete-
    sentos settenta e sinco; de assinaturas oytocentos réis. Bal-
    thazar Antonio Synal de Cordes a fez escrever // Pedro Viegas
    de Novaes // Jose Bycal de Pereira de Castro // Por Rezolusão de Sua
    Magestade de 26 de Março de 1772 tomada em comsulta do Dezembargo do
    Paço // Antonio Jose de AFonseca Lemos// Pagou trinta réis e aos offisiais
    dois mil e cem réis. Lisboa, 2 de Dezembro de 1775 // Dom Sebastião
    Maldonado /
    (ass.:) / Francisco Joseph de Saa ///

    Na margem esquerda:

    Verba
    Em vertude desta Porvizão se passou carta da Propriedade de hum dos offisios de escrivão da correysão do civel da corte a Jose Theodoro de Noronha Feytal Irmão do dito Jorge Joaquim de Noronha Feytal, nele comtheudo por o sobredito Jorge Joaquim de Noronha haver renunsiado o sobredito offisio em seu irmão Jose Theodoro de Noronha Feytal e lhe haver renunsiado em vertude da faculdade que se lhe consedeo, a qual carta fes transito pela chancellaria em vinte e tres de Junho de 1789 e vay registada por Mim neste Livro a folhas 139 de que pus aquy esta verba para constar o referido e pela dita carta asim o requerer. Lisboa, 23 de Junho de 1789.
    (ass.:) / Saa ///

    "Na Torre do Tombo consta o seguinte documento: 1. ANTT, Chancelaria de D. Maria II, Livro 38, fl. 78v
    Dona Maria et cet. Faço saber aos que esta minha Carta Patente de Confirmação virem, que tendo concideração a Jorge Joaquim de Noronha Feital se achar provido por Luis de Vasconcellos e Souza, sendo Vice Rey e Capitão General de Mar e Terra do Brasil, em vertude do Capitulo 19 do Regimento dos Governadores da mesma Capitania, no posto de Capitão da Companhia das ordenanças da Freguesia de Inhauma destrito da Cidade do Rio de Janeiro, para que foi proposto pelos officiaes da Camara da dita Cidade e que vagou por falecimento de Ignacio Teixeira de Carvalho que o exercia: atendendo ás circunstancias que no sobredito concorrem, á de se achar servindo o posto de Alferes da referida Companhia, e por esperar dele que em tudo o que respeitar ao Meu Real Serviço continuará a empregar-se com a exacção que deve: Hey por bem fazser-lhe merce de o confirmar ( como por esta confirmo ) no referido posto de Capitão da ordenança da Freguesia de Inhahuma, destricto da Cidade do Rio de Janeiro, de que hé Capitão Mor Domingos Vianna
    de Castro, e que vagou por falecimento de Ignacio Teixeira de Carvalho que o exercia; e com o dito posto não vencerá soldo algum de minha Fasenda, mas gosará de todas as honrras previlegios, Liberdades izenpções e franquesas que em razão delle lhe competirem. Pelo que Mando ao Meu Vice Rey e Capitão General de Mar e Terra do letº do Brazil conheça ao dito Jorge Joaquim de Noronha Feital por Capitão da referida Companhia e como tal o honrre, estime, deixe servir, e exercitar o mesmo Posto, debaixo do Juramento e posse que ja tem; e aos officiaes e soldados seus Subordinados ondeno, tãobem que contudo lhe obedeçam, Cumprão, e guardem suas ordens, por escripto, e de palavra no que respeitar ao Meu Real Serviço como devem, e são obrigados e ele o será tãobem a rezidor no seu destrito pena de se lhe dar baixa.

    E por firmeza de tudo lhe mandei passar a presente por Mim digo Minha Carta
    Patente por mim assinada e sellada com o sello grande de minhas Armas: Dada
    nesta Cidade de Lisboa aos 16 de outobro. Anno do Nascimento de Nosso Senhor Jesus Christo de 1790 = A Rainha = Conde de Cunha = Por despacho do Conselho Ultramarino de 9 de outubro de 1790 = o Secretario Jaquim Miguel Lopes d Cavrª
    a fez escrever = Paulo Jose dos Santos a fez = Francisco Alves da Silva = Pagou
    540 réis, e aos officiaes 2138 réis. Lisboa 17 de Fevereiro de 1791 = Jeronimo
    Jose Correa de Moura ------- (assinado:) Antonio Joaquim Simão///
    (na marg. dir.:) Jorge Joaquim de Noronha Feital / Patente
    (na marg. inf.:) Concertada

    Tambem consta no Almanaque da Cidade do Rio de Janeiro para o ano 1792, pg. 247:"22. Terso de ordenança: Frequezia de Inhauma: capitao Jorge Joaquim de Noronha - no seu distrito."

    No Almanaque da Cidade do Rio de Janeiro para o ano de 1794, pg.312 lemos:"26. Terço das ordenanças- Inhauma : nas suas fazendas: Capitao Jorge Joaquim de Noronha, Tenente José Ribeiro da Cruz, Alferes José Ribeiro da Cruz". Fonte: Annaes da Biblioteca Nacional 59, 1937 [os dados procedem dos Reservados da Secçao de Manuscritos da Biblioteca Nacional de Lisboa].

    Tipo de escritura: Terra; Data: 17/04/1802 Descrição: Escritura de venda de terras com uma morada de casa térrea em que mora Jorge Joaquim Noronha Feital. Que fazem Custódio Gonçalves de Sá e sua mulher Felisberta Francisca dos Passos a Eugênio José da Silva Teixeira, assistente. Sito na ilha de Paquetá, de uma banda partem com terras da capela do Senhor Bom Jesus do Monte com a testada de um e outro lado ao mar e da outra com terras dos herdeiros de José Francisco. Herança por cabeça de sua mulher de herança do padre Francisco da Silva Nazaré. Situação sem foro ou pensão alguma. Benfeitoria livre e desembargada.; Preço: 800$000; Código: AN, 1ON, 187, p. 72; Observações: Preço: 800$000, plena e geral quitação (Fonte: Banco de Dados da Estrutura Fundiária do Reconcavo da Guanabara (1635-1770).

    Tipo de escritura: Terra; Data: 17/04/1802; Descrição: Escritura de venda de terras que fazem Custódio Gonçalves de Sá e sua mulher Felisberta Francisca dos Passos a Eugênio José da Silva Teixeira - sitas na ilha de Paquetá, partindo de uma banda com terras da capela do Senhor Bom Jesus do Monte, com a testada de um e outro lado do mar, e da outra com terras dos herdeiros de José Francisco, livre de foro, as quais houveram por herança, por cabeça de sua mulher, do Padre Francisco da Silva Nazaré. Obs.: Está nessas terras uma morada de casas térrea em que mora Jorge Joaquim Noronha Feital; Preço: 800$000 Código: AN, 1ON, 187, p. 72v (Fonte: Banco de Dados da Estrutura Fundiária do Reconcavo da Guanabara (1635-1770).

    Aparentemente, Ursula Maria Angelica nao era casada com o Jorge Joaquim de Noronha Feital, ou pelo menos nao era casada quando nasceu o filho Jose Maria de Noronha Feital em 1772 ou 1773, pois na ocasiao de seu casamento na frequezia de Santa Rita, consta como filho natural. Geralmente eram-se especificado legitimo ou natural/natural reconhecido. Jorge Joaquim de Noronha Feital casou-se com GENOVEVA JOAQUINA DA SILVEIRA em 5 de julho de 1780 no Rio de Janeiro na capela de Santa Luzia, com a qual teve uma filha, ANA MARIA DE NORONHA FEITAL. O interessante é que em 1810 como consta na genealogis fluminense, o Jorge Joaquim de Noronha Feital está vivendo com a Ursula Maria Angelica em Cantagalo. Ele ja estava com a Ursula em 1772, depois casou-se com a Genoveva e depois aparece com a Ursula de novo. Nao sei o que aconteceu com a Genoveva e porque nao casou-se com a Ursula.

  • Generated by GreatFamily 2.2 update 2